Palmas, Tocantins -
Eleições 2018
1.660 visualizações

Candidatos têm 30 dias para prestar contas; Carlesse supera Amastha em gastos

Carlesse superou Amastha em gastos e fez campanha mais cara, contratando R$4,3 milhões em despesas.
- Atualizada em
Na reta final, governador fez campanha mais cara e superou Amastha em gastos Secom

Com a eleição para o Governo do Tocantins definida em primeiro turno, os candidatos têm até 30 dias para prestar contas de campanha ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), ou seja, 6 de novembro. Em consulta ao sistema, o T1 Notícias apurou que na reta final o governador reeleito ultrapassou o ex-prefeito nos gastos, chegando a R$ 4,3 milhões em despesas, quase o teto permitido que é de R$ 4,9 milhões.

 

Mauro Carlesse (PHS), reeleito, contratou R$ 4.327.380,14 em despesas. Destas, somente realizou o pagamento de R$1.720.228,96 milhão, conforme consta em sistema até o momento. O valor recebido para financiar a campanha também é bem inferior aos gastos, um total de  R$ 1.784.558,40 em recursos recebidos. O maior doador para campanha do governador reeleito foi seu partido, PHS, com R$1 milhão, seguido do próprio governador, com R$ 722 mil.

 

O ex-prefeito da Capital Palmas, Carlos Amastha (PSB), que durante toda a campanha vinha declarando maior gasto, ficou para trás. Ele declarou R$ 3.607.616,65 em despesas contratadas e, deste valor, já pagou R$ 3.209.256,68 . Amastha recebeu mais do que gastou, segundo o sistema de divulgação de contas – foram R$ 4.881.422,00 em recursos recebidos. Seu maior doador foi o vice, Oswaldo Stival, com R$ 2,2 milhões.

 

De acordo com a Justiça Eleitoral “os candidatos, partidos políticos e comitês financeiros deverão prestar contas à Justiça Eleitoral, conforme a esfera de competência - nacional, estadual ou municipal, até o trigésimo dia posterior ao término das eleições, conforme dispõem os arts. 28 a 32 da Lei nº 9.504/97”.

 

Márlon Reis (REDE) continuou com a mesma despesa antes declarada, de R$283.253,50 mil. Ele recebeu R$297.813,20 mil em recursos para campanha.

 

Menor despesa

 

Bernadete Aparecida teve a menor despesa em campanha: R$ 3.530,00. Ela recebeu de recursos do fundo partidário R$ 27.947,37 mil.

 

César Simoni (PSL) também teve uma campanha de baixo custo. Gastou R$ 7.940,35; R$21.644,00 mil foi valor recebido em recursos.

 

Outras datas no calendário eleitoral

 

Nesta terça-feira, 9, dois dias após o primeiro turno, a partir das 17 horas termina o prazo do período de validade de salvo-condutos, que é uma garantia que nenhum eleitor ou candidato vai ser preso ou detido.

 

No dia 20 de outubro, sábado, é a data até a qual os dados de resultados relativos ao primeiro turno estarão disponíveis em centro de dados provido pelo Tribunal Superior Eleitoral.