Palmas, Tocantins -

Política


Blog da Tum
5.378 visualizações

Cinthia recupera áudios na íntegra e desabafa: “errei, mas não sou homofóbica”

“Peço desculpas a todas as pessoas que se sentiram ofendidas pelo conteúdo deste áudio" disse a prefeita ao T1.
- Atualizada em
Descrição: Cinthia em entrevista exclusiva para o T1 Da Redação

A prefeita Cinthia Ribeiro(PSDB) recuperou no último final de semana todo histórico de áudios e diálogos trocados ao longo de 2019, que deram origem à polêmica ocorrida no Carnaval deste ano, em torno do bar Mujica e seu público. 

 

Falando sobre o assunto na manhã desta segunda-feira, 2, com exclusivamente T1 Notícias, a prefeita desabafou: “Troquei impressões sobre aquela crise, de 2019, com uma única pessoa. O áudio completo tem 1 minuto 03 segundos e dele foi retirado um trecho de 14 segundos apenas, usado criminosamente em outro momento, completamente diverso”.

 

 

Questionada sobre o motivo de não exposto o áudio completo para se defender nas redes, a prefeita argumenta: “Não publiquei por se tratar de uma conversa que abordava outras ações e era uma conversa privada, mas judicialmente todo o contexto desta será relatado e incluído o áudio original.”

 

 

Prefeita admite que opinião sobre Mujica foi precipitada

 

Ao avaliar a forma como se expressou naquela época (Carnaval de 2019), Cinthia Ribeiro admite: “foi uma opinião pessoal, formada por informações de terceiros, vizinhos, frequentadores e que admito que foi inadequada, mas formada em meio a pressão de uma crise”. 

 

 

Ela segue explicando: “falei com uma pessoa que era da minha confiança. Não fui eu quem expus o público, os frequentadores nem o ambiente, mas quem disseminou o áudio”.

 

 

Cinthia: gestão atende todos os públicos e tem colaboradores de todas orientações

 

 

A prefeita admite que o trecho da fala é forte, mas pondera: “Errei, talvez num julgamento precipitado, mas não sou preconceituosa nem homofóbica. A minha gestão apoia e mantém políticas públicas para todos gêneros”.

 

 

Ela vai além: “Peço desculpas a todas as pessoas que se sentiram ofendidas pelo conteúdo deste áudio. Quem me conhece dentro e fora da gestão sabe que eu tenho zero problema na convivência com o público LGBTI”.

 

A prefeita ainda lembra que sua gestão tem, do primeiro ao terceiro escalão com excelentes profissionais que contam com orientação diferente da sua. “Aqueles que convivem comigo sabem que sou conservadora, mas não me cabe julgamentos sobre a vida de ninguém”.

 

Para a prefeita, falta alguns segmentos compreenderem que: “é preciso separar a Cinthia pessoa, mãe, mulher da figura institucional da Cinthia prefeita”. Ela lembra que o pior momento desta crise, foi o filho João Antônio ter sofrido bullying por parte de colegas, em grupo diversos por conta da repercussão do assunto.

 

 

Providências legais para evitar novos vazamentos

 

 

As providências legais por parte da prefeita já começaram a ser tomadas, com a contratação de especialistas. Ela revela que “houve um momento em que havia um grande ruído na cidade sobre oferta de áudios, com a minha voz, para políticos. Era quase que um leilão, com menu degustação”. Este fato antecipou a possibilidade de que novas conversas pessoais sejam utilizadas em ambiente eleitoral.

 

 

“Diante deste episódio, quando as suspeitas se tornam fatos, decidi que tomarei todas as providências para que essas conversas privadas não sejam expostas de forma criminosa, com fins eleitorais e principalmente ofendendo pessoas que eu não tive a intenção de ofender”, finaliza.