Palmas, Tocantins -
Política

Com presença de Ministro, audiência da Transbananal movimenta Gurupi nesta sexta

Audiência pública que discute a implantação da Transbananal acontece nesta sexta-feira,18, a partir das 9 horas no Centro de Convenções Mauro Cunha, na Avenida Maranhão
- Atualizada em

Atendendo requerimento da senadora Kátia Abreu (PDT), acontece a partir das 9 horas da manhã desta sexta-feira, no Centro de Convenções Mauro Cunha, na Avenida Maranhão, entre rua 02 e 03, em Gurupi, no Sul do Estado, a audiência pública que debaterá a implantação da Transbananal.

 

Projeto do engenheiro Rubens Mazzaro, a rodovia é pleito dos governadores Mauro Carlesse, do Tocantins, e Mauro Mendes, do Mato Grosso, amos do DEM, ao governo federal. Carlesse reforçou o pedido de empenho em torno do projeto ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), no mês de agosto, em encontro de governadores em Brasília.

 

Na noite desta quinta-feira, 17, o senador Eduardo Gomes (MDB) gravou vídeo que circulou nos grupos de WhatsApp, destacando a importância da obra, e a atenção do presidente para o assunto.

 

Gomes foi indicado nesta quinta, líder do presidente no Senado, posição que alça o Tocantins dentro do jogo de forças políticas e tende a beneficiar o Estado.

 

A Transbananal, rodovia BR-242, tem importância logística para integrar a região, mas atravessa área indígena, razão pela qual sua implementação tem sido adiada ao longo dos últimos anos. O trecho que corta a Ilha do Bananal é de 90 km e vai de Formoso do Araguaia (TO) até São Félix (MT).

 

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, estará presente no evento, que já movimenta toda a classe política do Estado.

 

“Essa rodovia vai permitir baratear custos de produção e proporcionar condições dignas de vida aos povos indígenas. Atualmente, os acessos são muito precários e prejudicam muito os indígenas quando procuram as cidades. Então, o que precisamos é dessa integração para promover o desenvolvimento da região e desses indígenas, que não podem continuar à margem do progresso”, defendeu o governador esta semana.

 

Por sua vez, Mauro Mendes, governador do Mato Grosso, ressaltou que o seu estado tem grande capacidade de produzir alimentos, vocação para exportar e a rodovia BR-242 vai permitir a ligação com o Tocantins e à Ferrovia Norte-Sul. “Essa parceria entre os governos federal, do Tocantins e do Mato Grosso vai permitir uma solução para toda essa região, incluindo essa parte do Brasil no setor de produção, que vai trazer grandes dividendos para todos nós”, pontuou.

 

Segundo a senadora Kátia Abreu, além de fator de escoamento, a rodovia facilitará aos indígenas mais acesso à saúde, à educação e às cidades, além do aspecto financeiro, já que terão renda com os pedágios”, explicou.

 

O evento, que será realizado pelo Senado Federal, atende requerimento da senadora. Além dela, também participarão da audiência pública os presidentes da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Augusto Xavier, e do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Eduardo Bim, e o procurador Álvaro Manzano, da Procuradoria da República no Tocantins.

 

Além disso, o reunirá outras lideranças políticas estaduais e federais, prefeitos da região e indígenas que vivem na Ilha do Bananal. O prefeito de Gurupi, Laurez Moreira, pede que a população gurupiense compareça e mostre sua força na luta pela implantação desta obra.

 

Para Laurez Moreira, a audiência será de extrema importância para mostrar ao ministro o anseio da população pela construção da rodovia. “Será um dos eventos mais importantes da nossa história, essa obra vai mudar a realidade do nosso Estado e beneficiará diretamente Gurupi”, afirmou o prefeito.