Palmas, Tocantins -
Concurso da PM
5.329 visualizações

Comandante da PM-TO anuncia concurso público com 1 mil vagas para a corporação

Segundo o coronel Jaizon Barbosa, durante discurso na AL, serão ofertadas 1 mil vagas para soldados; Comissão do certame já teria iniciado as tratativas para a primeira fase do concurso
- Atualizada em
Da Web

O comandante geral da Polícia Militar do Tocantins, coronel Jaizon Veras Barbosa, anunciou o lançamento de um concurso público com a oferta de 1 mil vagas para soldados. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 24, durante sessão solene da Assembleia Legislativa, para homenagear os 30 anos das Polícias Militar e Civil do Tocantins. Na oportunidade, os parlamentares homenagearam personalidades, entre políticos, ex-comandantes, ex-secretários e delegados. O ex-governador Siqueira Campos e o ex-deputado Júlio Resplande estavam entre os homenageados.

 

“O governador Carlesse nos autorizou a anunciar aqui a abertura de concurso público para soldado da PM. Vamos oferecer 1 mil vagas”, disse Jaizon, acrescentando que já instituiu uma comissão para a realização do certame, que será comandada pelo coronel Marcio Barbosa Mendonça. Detalhes do certame, o Governo do Estado deverá anunciar em breve.

 

A Polícia Militar informou, em nota,  que a comissão responsável pelo concurso público já está preparando todos os trâmites necessários para a contratação da empresa organizadora e posteriormente o lançamento do edital. O cargo para soldado exige nível médio e idade máxima de 30 anos. Os demais critérios serão estipulados em edital próprio do concurso observando a legislação vigente.

 

Sobre a devolução dos valores pagos na inscrição do concurso anterior, cancelado em função de irregularidades, a PM afirmou que segue com todas as tratativas, inclusive judiciais, para a devolução do dinheiro.

 

Homenagem

 

A homenagem foi realizada a partir de um requerimento da deputada Luana Ribeiro (PSDB), que destacou ainda o importante trabalho realizado pelas instituições. “As polícias Civil e Militar são os pilares da segurança pública do Estado”, ressaltou no requerimento aprovado, reforçando a função dos policiais como "verdadeiros guerreiros”.