Palmas, Tocantins -
Cerimônia de Posse
3.126 visualizações

"Deixem o homem trabalhar", pede Carlesse em primeiro discurso como governador eleito

Evento no palácio ocorreu após posse de Carlesse na Assembleia Legislativa
- Atualizada em
Posse finalizou com evento em palanque montado na Praça dos Girassóis da Redação

Empossados na Assembleia Legislativa (AL) na manhã desta segunda-feira, 09, o governador Mauro Carlesse (PHS) e o vice-governador Wanderlei Barbosa (PSH), seguiram para o Palácio Araguaia onde um palanque havia sido montado para dar sequência ao evento de posse. Acompanharam familiares, parlamentares, políticos e autoridades em geral, além de eleitores e servidores públicos.

 

No palanque, Carlesse reivindicou aos seus opositores para o deixarem trabalhar. “Deixem o homem trabalhar”, bradou. O jargão ficou famoso durante as campanhas do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, durante suas campanhas eleitorais. Carlesse afirmou que o seu governo focará na saúde, na educação, segurança e na recuperação de estradas. “Já estamos fazendo, mas vamos melhor o máximo que puder” disse.

 

Ainda discursando, Carlesse comentou sobre a campanha do qual saiu vitorioso. Afirmou que fez uma campanha limpa, diferente dos seus adversários, que, segundo ele, preferiram partir para o ataque.  “A campanha dos nossos adversários foram sem propostas e agressiva. Em nenhum minuto nós fraquejamos ou perdemos nosso tempo para falar de alguém”, analisou.

 

Sobre sua gestão, Carlesse afirmou que será voltada para o municipalismo, “para que tenha um diferencial, e assim os vereadores e prefeitos tenham condições e que, com isso, diminua o intermediário do prefeito e vereador com este Palácio que hoje é do povo”.

 

Solenidades

 

O dia de solenidades começou com a cerimônia de diplomação no Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins, às 9h. Depois, Carlesse e Wanderlei seguiram para Assembleia Legislativa, onde foram realizadas as leituras das renuncias dos cargos de deputados estaduais que ambos exerciam na Casa de Lei.

 

Já destituídos dos cargos do legislativo, foram empossados na AL para os cargos de governador e vice, que ocuparão até o dia 31 de dezembro deste ano.