Palmas, Tocantins -
Mandato de dois anos

Dorinha é eleita líder da bancada feminina na Câmara dos Deputados

Em eleição realizada nesta quarta-feira, a deputada federal Professora Dorinha foi eleita coordenadora da Secretaria da Mulher na Câmara
- Atualizada em
Dorinha ao lado da 1ª Secretaria da Mesa Diretora da Câmara e da 1ª Coordenadora Divulgação

A deputada federal Professora Dorinha (Democratas/TO) foi eleita coordenadora da Secretaria da Mulher na Câmara dos Deputados. Sua escolha foi definida em eleição realizada nesta quarta-feira, 10, no Congresso Federal.

 

A deputada ocupava o cargo interinamente desde fevereiro deste ano, quando a deputada Soraya Santos (PR/RJ) deixou a coordenação para assumir a vaga de 1ª Secretaria da Mesa Diretora. 

 

Como coordenadora efetiva, Dorinha passa a ser a líder da bancada feminina em um mandato de dois anos. A deputada assume o cargo em um momento que a Câmara tem o maior número de deputadas da história.

 

Em seu pronunciamento momentos antes do início da votação Dorinha reforçou o discurso que tem direcionado o seu trabalho na bancada, o fortalecimento da unidade das deputadas independente das bandeiras individuais. 

 

“O que nos une é o grande desafio da causa da mulher. A responsabilidade de dar voz aquelas que estão sendo silenciadas em diversos espaços da sociedade. Temos que enfrentar temas desafiadores como os graves índices de violência contra a mulher, preconceito do mercado de trabalho e a grande disparidade entre mulheres e homens ocupando cargos de liderança. O grande desafio da Secretaria da Mulher é criar essa unidade das deputadas em torno dessas questões que estão além das bandeiras individuais”, afirmou. 

 

A Secretaria da Mulher é um órgão institucional criado em 2013, que agregou em uma única estrutura a Procuradoria da Mulher, criada em 2009, e a Coordenadoria dos Direitos da Mulher que representa a bancada feminina. Desde sua implantação a bancada passou a ter direito a participação no Colégio de Líderes, horário de liderança nas comunicações em plenário, infraestrutura para prestação de serviços às parlamentares e prioridade na divulgação de ações pelos veículos de comunicação da Câmara dos Deputados. 

 

Dorinha destacou que o crescimento histórico da bancada feminina nessa legislatura pode ser decisivo para importantes projetos em pauta. “Queremos ampliar o número de deputadas nos espaços de decisão da casa, como presidências, vice-presidências e relatorias de importantes projetos nas Comissões. Precisamos seguir na defesa das cotas partidárias e de outros instrumentos legais que estão em debate para ampliar a participação da mulher na política”, afirmou.  

 

Nova Secretaria da Mulher

 

Coordenadora Geral - Professora Dorinha (Dem/TO)

1ª Coordenadora Adjunta - Tereza Nelma (PSDB/AL)

2ª Coordenadora Adjunta - Sâmia Bomfim (PSOL/RJ)

3ª Coordenadora Adjunta - Tábata Amaral (PTD/SP)

 

Procuradora da Mulher - Iracema Portela (PP/PI)

1ª Procuradora Adjunta - Aline Gurgel (PRB/AP) 

2ª Procuradora Adjunta - Marília Arraes (PT/PE) 

3ª Procuradora Adjunta - Carmem Zanotto (CIDADANIA – SC)

 

Notícias sobre:

dorinha congresso câmara mulher