Palmas, Tocantins -

Política


Sentença
1.087 visualizações

Em Gurupi, juiz cassa diplomas de Josi e Gleydson e declara inegibilidade de Carlesse

A Ação de Investigação foi ajuizada por Gutierrez Torquato e Eduardo Fortes, que foram candidatos em Gurupi em 2020, com a finalidade de apurar abuso de poder político e econômico
- Atualizada em
Descrição: Mauro Carlesse (PSL), Josi Nunes (PSL) e Gleydson Nato (PTB) Esequias Araújo/Governo do Tocantins

O juiz da 2ª Zona Eleitoral de Gurupi, Nilson Afonso da Silva, em decisão publicada neste sábado, 04, cassou os diplomas da prefeita do município, Josi Nunes (PSL) e do vice-prefeito Gleydson Nato (PTB). Silva ainda declarou a ineligibilidade dos dois e do governador afastado Mauro Carlesse (PSL), pelo prazo de oito anos. 

 

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral foi ajuizada por Gutierrez Torquato e Eduardo Fortes, candidatos de oposição aos cargos de prefeito e vice-prefeito nas eleições 2020, com a finalidade de apurar abuso de poder político e econômico, e uso indevido dos meios de comunicação.

 

"Por todo o exposto, tenho que o conjunto probatório carreado aos presentes autos, demonstram que Mauro Carlesse procurando se albergar na exceção prevista no citado § 10, do art. 73, da Lei 9.504/97, deliberadamente, distribuiu cestas básicas aos eleitores de Gurupi às vésperas da eleição municipal/2020, desequilibrando a igualdade de oportunidade entre os candidatos e, via de consequência, beneficiou os investigados eleitos Josi Nunes e Gleydson Nato", diz um trecho da decisão. 

 

Em nota, a Prefeitura de Gurupi informou que as medidas judiciais cabíveis já estão sendo providenciadas para reverter a sentença. Mauro Carlesse também esclareceu que os seus advogados já trabalham no recurso contra a decisão. Confira aqui a matéria completa

 

Atualmente, o comando do Poder Executivo é exercido pelo vice-governador, Wanderlei Barbosa (Sem partido), após afastamento de Mauro Carlesse em outubro deste ano.