Palmas, Tocantins -

Política


Covid-19
265 visualizações

Em resposta à campanha por vacinas, Dulce ressalta compromisso e espera explicações

Pronunciamento da deputada foi dado após questionamento da jornalista Roberta Tum em relação à falta de pronunciamento de representantes federais com a cobrança por vacinas da ação #TocaVacinaPraCá
- Atualizada em
Descrição: Deputada federal Dulce Miranda (MDB-TO) Divulgação

A deputada federal Dulce Miranda (MDB-TO) se pronunciou em seu perfil do Instagram na tarde desta quinta-feira, 17, para reafirmar seu compromisso no combate à pandemia de Covid-19 após questionamento da jornalista Roberta Tum em relação à falta de pronunciamento da Bancada Federal a respeito das cobranças da campanha #TocaVacinaPraCá, encabeçada pelo Coletivo Somos. A parlamentar afirmou que espera que, na audiência do governador Mauro Carlesse na CPI da Covid-19, no dia 2 de julho, o governante explique aos tocantinenses porque "o número de vacinados está nas últimas colocações dos estados brasileiros".

 

Conforme a parlamentar, foi destinado por ela aos municípios R$ 11.200.211,00 para o enfrentamento à pandemia. "Tenho trabalhado incansavelmente para que as vacinas cheguem a todos nós", disse Dulce.

 

O recurso parlamentar foi designado para ser utilizado na vacinação contra a Covid-19; no apoio aos entes federativos para financiamento de serviços de saúde na atenção básica e de média e alta complexidade; aquisição e distribuição de medicamentos e insumos; realização de pesquisas; contratação de serviços de saúde para atender situação de emergência e divulgação de informações à população.

 

A parlamentar enfatizou que também está na luta coletiva por vacinas desde o início. "Vem, vacina", finalizou.

 

Tocantins tem 8,73% da população imunizada contra a doença

 

Conforme o Vacinômetro, do Governo do Estado, o Tocantins recebeu, até esta quinta-feira, 17, 681.250 vacinas contra a Covid-19. Destas, distribuiu aos municípios 668.596 vacinas, aplicou a 1ª dose em 338.487 tocantinenses e a 2ª dose em 138.806, totalizando 477.293 doses aplicadas. O Estado conta, atualmente, com 8,73% de sua população com a imunização completa contra a doença.