Palmas, Tocantins -
Rompimento

Em sessão na Câmara, Diogo Fernandes anuncia sua saída da base de Amastha

Segundo o vereador, que vinha demostrando descontentamento com o governo de Amastha, sua saída não tem motivos pessoais e acontece por divergência de ideias
- Atualizada em
Vereador Diogo Fernandes (PSD) Da Web

Na tribuna da Câmara Municipal de Palmas, nesta quarta-feira, 11, o vereador Diogo Fernandes (PSD) anunciou a sua saída da base de governo do prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB). “Minha permanência na base era uma tentativa de ajudar a implantar as ideias do meu grupo político nas políticas públicas da cidade. Mas esse governo afirma que não precisa das ideias de ninguém porque as dele são as melhores do mundo” manifestou.

 

Entre os motivos que o parlamentar alegou para a retirada do seu apoio ao paço municipal, estão a construção do shopping a céu aberto e a recente greve dos professores. “Posicionei-me contra o governo mesmo sendo Base, porque entendo que ninguém foi eleito para ser base ou oposição e sim para representar suas bandeiras para qual foi eleito” declarou.  Diogo disse, ainda, que sua saída não tem caráter pessoal e continuará na torcida para que Amastha faça um bom governo.

 

Entenda

 

Diogo Fernandes vinha demonstrando, nos últimos dois meses, descontentamento com a gestão Amastha. O vereador foi secretário de Habitação no primeiro mantado do prefeito, ocupando uma cota do seu partido, o PSD. 

 

Mesmo diante a sigla, que é presidida pelo deputado federal Irajá Abreu, tendo apoiado o candidato Raul Filho para prefeito em 2016, Diogo manteve sua proximidade com o governo do PSBista e deixou o posto de secretário apenas para concorrer a uma vaga na Câmara.