Palmas, Tocantins -

Política


Seminário dos Emancipalistas
708 visualizações

Emancipação de Luzimangues é pautada em seminário e Andrade reafirma compromisso

Presidente da Assembleia Legislativa, Antonio Andrade, firmou compromisso de pautar o Legislativo estadual pela emancipação do distrito de Porto Nacional
- Atualizada em
Silvio Santos

O presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto), Antonio Andrade (PTB-TO) reafirmou seu compromisso com a emancipação do distrito de Luzimangues, que pertence a Porto Nacional, durante a realização do V Seminário dos Emancipalistas do Brasil, que ocorreu no auditório da Assembleia na manhã desta segunda-feira, 22.



O seminário é realizado pela União Brasileira em Defesa da Criação de Novos Municípios - BDNMU e pela Associação de Desenvolvimento Comunitário do Luzimangues – ADCL. “Emancipação de distritos no País” foi a temática abordada, com o objetivo discutir o processo emancipalista no Brasil e no Estado do Tocantins, com foco em Luzimangues.


“Esse é um sonho dos deputados e deputadas, um movimento suprapartidário. Vamos trabalhar para viabilizar, dentro das atribuições do Poder Legislativo estadual, para tornar esse sonho realidade, colocando em primeiro lugar o benefício maior das pessoas que precisam da emancipação do distrito de Luzimangues”, disse o presidente da Aleto, Antonio Andrade.



Andrade firmou para os próximos dois anos que terá à frente da presidência da Assembleia, o compromisso de mobilizar o Legislativo estadual pela consolidação de Luzimangues como município independente. Também estiveram presentes e manifestaram apoio à emancipação o deputado federal Vicentinho Alves (PL) e o deputado estadual Ricardo Ayres (PSB).



“Luzimangues hoje tem aproximadamente 30 mil habitantes, sabemos da potência que é a cidade. 90% dos municípios do Tocantins não têm essa população”, argumenta Andrade, apontando que com a emancipação, o município já contaria com uma receita mensal superior a R$500 mil, oriunda do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).