Palmas, Tocantins -
Eleições 2018
3.292 visualizações

Fora Carlesse, demais candidatos estão convictos do segundo turno no Tocantins

Amastha, Márlon, Simoni e Bernadete estão convictos que o Tocantins passará por mais uma eleição ainda este ano para escolha do novo governador.
- Atualizada em
Maioria dos candidatos acredita que consegue levar TO ao 2º turno Montagem/ T1

Na reta final das eleições somente o candidato Mauro Carlesse (PHS), que tenta sua reeleição, acredita que não haverá segundo turno no Estado para o cargo de governador. Os demais acreditam que haverá segundo turno das eleições para o Governo do Tocantins. A disputa em primeiro turno é no próximo domingo, 7, e o segundo turno, se houver, no  dia 28 de outubro.

 

Carlesse, que é o atual governador, destaca que tem trabalhado para vencer a eleição já neste primeiro turno. "Tanto as pesquisas que foram divulgadas, quanto os levantamentos internos da coligação Governo de Atitude, apontam para vitória de Mauro Carlesse já no próximo domingo, 7. Portanto, todas as atenções estão voltadas para esta última semana de campanha, para que Carlesse tenha uma vitória consagradora nas urnas visando continuar este Governo com grande apoio popular, estável e de credibilidade", defende sua coordenação geral de campanha.

 

Já Carlos Amastha (PSB) acredita que o segundo turno é uma realidade clara "e vem do sentimento de mudança que se espalhou pelos municípios de todas as regiões do Estado. E o resultado disso sãos as muitas adesões de lideranças políticas e populares ao nosso projeto de desenvolvimento do Tocantins a partir da valorização dos potenciais dos municípios de cada região através da descentralização da administração com a criação das governadorias. Os tocantinenses já percebem claramente que as conquistas na saúde, na educação, no turismo obtidas pela minha gestão em Palmas, podem e vão ser obtidas também no Estado através de uma gestão eficiente das imensas riquezas que tem o Tocantins para gerar renda, emprego e oportunidades para todos”, defende.

 

Compartilha do pensando de que o Tocantins deve passar por mais uma eleição ainda este ano, o coordenador geral de campanha de Márlon Reis (REDE), Ricardo Abalem. "Acredito que teremos segundo turno sim. Todas as pesquisas mostram as intenções de voto e de forma expressiva uma indecisão do eleitorado, que a gente acredita que nesta última semana venha a se posicionar. O que temos até hoje é um percentual de intenções de voto colocadas através das pesquisas dentro de um universo de eleitores que já tinham, até a semana passada, decido o voto. Só que os que vão decidir o voto até o dia 7, representa quase 40% do eleitorado tocantinense, portanto teremos sim segundo turno. Importante frisar que temos cinco candidatos que vão pontuar e levar a eleição no Tocantins ao segundo turno”, analisa Abalem.

 

César Simoni (PSL), o candidato a governador que ganhou destaque na onda do presidenciável de seu partido, Jair Bolsonaro,  disse que “as pesquisas não reportam a realidade das ruas”. Ele defende este argumento tanto para a realidade do Tocantins, quanto a nível Brasil. “Apesar de ser pouco conhecido, porque não frequento as páginas policiais, como os outros candidatos, acredito que existe sim uma chance de estarmos no segundo turno, junto com a avalanche de votos que Bolsonaro vai receber que nos levaria também a uma votação expressiva no Estado, uma vez que agora a população já está conseguindo fazer um link entre meu nome e do Bolsonaro”, afirma.

 

A candidata do PSOL no Tocantins, Bernadete Aparecida, também acredita que haverá segundo turno no Estado. “Tudo indica que teremos segundo turno tanto em nível estadual quando nacional”.

Notícias sobre:

eleições 2018 tocantins governo