Palmas, Tocantins -
Entrevista ao T1
1.300 visualizações

Gomes defende que novo pacto federativo não extinguirá municípios no Tocantins

O senador afirma que a receita dos municípios tocantinenses está próxima de 7% e que um novo Censo deve apontar para mais de 5 mil habitantes muitos que hoje têm menos que isso.
- Atualizada em
Senador Eduardo Gomes Arquivo Senado

O senador Eduardo Gomes (MDB), líder do governo Jair Bolsonaro, defendeu em entrevista ao T1 Notícias que o Tocantins não será prejudicado com a extinção de municípios com o novo Pacto Federativo, proposta encaminhada pelo presidente Jair Bolsonaro ao Senado Federal.

 

“Uma conta aritmética, no caso do Tocantins, mostra que nenhum município será extinto. Está próxima de 7% a receita própria de todos eles”, argumenta. Segundo o senador, o projeto precisa de algumas alterações, mas só combate a proposta quem não entendeu os benefícios que ela vai trazer.

 

Para Gomes, o novo Censo vai mostrar que a população do Estado é superior aos 5 mil habitantes em cada município do Estado. “É só entender o caso. O censo está aí e vai corrigir isto. Agora a proposta apenas começou a tramitar, tem muita discussão pela frente”, avalia.

 

O senador defende que se houver um crescimento de 1,5% no próximo ano, esta já será a diferença na renda que os municípios precisam.

 

Ainda conforme Gomes, esta discussão chamou a atenção para muita coisa que a população reclamava. “Essa medida vai de encontro ao questionamento que muita gente fazia, basta observar. Tem município que não deveria ter sido criado. Tem município que existia pra arrumar a vida de duas famílias: a que ganhava a eleição e a que perdia, mas saia deixando o município detonado”, resume.

 

O senador acredita que nenhum município será extinto. “Não só no Tocantins, mas no país inteiro. Eu digo que há municípios que não deveriam ser criados, mas já que foram, precisam ser fortalecidos”, argumenta.

 

Gomes disse que estará acompanhando a discussão junto com o presidente da ATM ( Associação Tocantinense de Municípios ), Jairo Mariano e arrematou:  “não é possível que alguém ache que com 30 anos de vida pública eu vou defender extinção de município”.