Palmas, Tocantins -
Negócio de Família
3.365 visualizações

Investigado pela polícia, ex-vereador de Porto se apresenta e será ouvido nesta 5ª

O ex-parlamentar é suspeito de integrar uma organização que supostamente fraudava licitações na Câmara de Vereadores de Porto Nacional e que teria desviado cerca de R$ 700 mil dos cofres públicos
- Atualizada em
Ex-vereador se apresentou à polícia nesta quarta Imagem de 2009/Divulgação

Após ficar foragido, o ex-vereador de Porto Nacional, Fernando Manduca, foi preso ontem, 9, ao se apresentar à polícia na delegacia da cidade e foi levado em seguida para a Casa de Prisão Provisória de Porto. O ex-parlamentar é suspeito de integrar uma organização que supostamente fraudava licitações na Câmara de Vereadores de Porto Nacional e que teria desviado cerca de R$ 700 mil dos cofres públicos.

 

Três vereadores e o secretário municipal de governo foram presos no último dia 27 de dezembro, em uma operação da Polícia Civil que investiga o caso, e que é uma continuidade da ação Negócio de Família. A polícia também prendeu outro ex-vereador, que teve o mandato cassado, dois servidores da Câmara e um empresário da cidade, que já foram soltos.

 

O ex-vereador preso ontem será ouvido na manhã desta quinta-feira, 10, pelo delegado responsável pela investigação, Ricardo Real. Manduca, que faz parte de uma das famílias mais tradicionais da cidade, é suspeito de ser um dos mentores do esquema. A operação recebeu esse nome porque o grupo era composto por três suspeitos da mesma família.

 

O T1 não conseguiu contato com o vereador citado nesta matéria, mas ressalta que deixa o espaço aberto para que seus advogados de defesa emitam um posicionamento sobre o caso ou preste esclarecimentos, se assim desejarem.