Palmas, Tocantins -

Política


Câmara de Palmas
2.814 visualizações

Líder do prefeito, Folha reage à visita de Cláudia: Kim Maia e Néris defendem

No segundo dia de sessão após o anúncio do rompimento com Amastha, Milton Néris, Émerson Coimbra e Rogério Freitas tomam café com a vice-governadora e a convidam para visita à Câmara: Líder reage
- Atualizada em
Descrição: Vereadores tem embate na Câmara de Palmas Foto: T1 Notícias

A sessão ordinária da manhã desta quarta-feira, 02, na Câmara de Vereadores de Palmas começou atrasada em razão da visita de cortesia da vice-governadora e pré-candidata a prefeita, Cláudia Lelis (PV) à Casa e foi marcada pela polêmica provocada pelos protestos dos vereadores José do Lago Folha Filho (PTN), líder do prefeito e Major Negreiros(PP).

Folha criticou o fato da vice-governadora ter se lançado pré-candidata à prefeitura de Palmas: “Ela está deixando o governador trabalhar sozinho para ficar atrás e promover sua candidatura na Capital”, disse o vereador, que ainda questionou os motivos dos demais vereadores terem recebido a pevista.

A visita de Cláudia à Casa foi precedida de um café da manhã em que ela recebeu na sua residência os vereadores Milton Néris, Rogério de Freitas e Émerson Coimbra. "Eles me visitaram e eu os convidei para o lançamento da minha pré-candidatura no próximo dia 8, falando da minha vontade de estender o convite a todos os demais vereadores, que são legítimos representantes da cidade, para participarem deste debate", disse a vice-governadora ao T1 Notícias. Freitas então convidou Cláudia para visitar a Câmara e fazer pessoalmente o convite aos outros pares

Néris e Kim Maia defendem pluralidade

O vereador Milton Neris (PR), que deixou a base aliada do prefeito Carlos Amastha (PSB), rechaçou o posicionamento de Folha e ironizou: “nós não faríamos com a vice-governadora o que o prefeito da Capital fez com nosso governador no episódio do Espaço Cultural, em que ele tentou impedir que o governador, um ministro e um senador participassem de uma ação tão importante para a cidade”.

Único representante do PV na Casa, o vereador Joaquim Maia argumentou que Cláudia Lelis tem conseguido desenvolver seu trabalho ao lado do governador Marcelo Miranda (PMDB) e por isso “ela tem respaldo para visitar as famílias palmenses para mostrar o que pode fazer pela Capital”. O vereador disse ainda que desde que assumiu a gestão a vice-governadora já realizou em seu gabinete mais de três mil atendimentos e cerca de 160 visitas e eventos só no primeiro ano.

Já o Major Negreiros(PP) disse que não recebeu a vice-governadora porque "ela não esteve na Câmara para apresentar as soluções que o Estado precisa e principalmente para a Capital. Horário de expediente, e ela vem aqui para fazer convite para a pré-candidatura dela no dia 08 de março. Estamos pagando o salário dela para que ela faça política 24 horas por dia. Não vou largar meu trabalho, no horário do meu expediente para ver uma pessoa fazer um ato político”, criticou Negreiros.

“Olha a situação das nossas estradas, cheias de buracos, olha para nossa saúde que só aqui na Capital a dívida é de mais de R$ 20 milhões, e a vice-governadora ao invés de vir aqui apresentar solução, fica fazendo política em pleno horário de sessão”, finalizou vereador Folha.

Questionada sobre a crítica do vereador, a vice-governadora disse ao T1 Notícias que esteve na Casa no primeiro horário do dia, logo após o café da manhã e que de lá deslocou-se para o Palácio Araguaia, onde cumpre expediente regularmetne, todos os dias."Não vejo problema em ter passado na Casa no primeiro horário do dia, até por que eu trabalho muito, todos os dias e não tenho hora para parar", pontuou.

A sessão desta quarta-feira, não teve votação de matérias em plenário, porque durante os pronunciamentos houve suspenção devido queda de energia na Casa.