Palmas, Tocantins -

Política


Congresso Nacional
3.543 visualizações

Lista do DIAP aponta Kátia e Gomes como \"cabeças\": ascensão de Irajá é destaque

No Tocantins,a senadora Kátia Abreu(PSD) e o deputado Eduardo Gomes(PSDB) estão na lista dos \"Cabeças do Congresso\" e o deputado Irajá Abreu (PSD) nas lista dos “Parlamentares em Ascensão”, divulgada pelo DIAP.
- Atualizada em

Foi divulgada a lista dos parlamentares considerados pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar- DIAP os "Cabeças do Congresso" e dos “Parlamentares em Ascensão” de 2011 selecionados por partidos e estados. No Tocantins os “Cabeças” escolhidos senadora Kátia Abreu (PSD) e o deputado federal Eduardo Gomes  (PSDB).  E como parlamentar em ascensão o escolhido foi o deputado federal Irajá Abreu (PSD).

Kátia Abreu recebeu destaque por ser considerada pelo DIAP empresária debatedor e Gomes empresário Articulador. Foram selecionados 100 “Cabeças”, sendo 61 deputados e 39 senadores. O maior número de parlamentares na elite são o PT, com 28 nomes, detentor de maior bancada na Câmara dos Deputados e o PMDB, segunda maior bancada, com 16. Na terceira posição em número de parlamentares está o PSDB, com 12 nomes.

Avaliação   

O estudo sobre o perfil de atuação parlamentar é realizado pelo DIAP há 18 anos. É analisada a atuação política de partidária dos parlamentares em exercício. A avaliação é feita por meio de uma equipe técnica, e define os representantes legislativos que se destacaram como formadores de opinião, articuladores, negociadores e debatedores dos temas relevantes para a população e o país.

Cabeças do Congresso”

São considerados “Cabeças” aqueles parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais pelo exercício de todas ou algumas das qualidades e habilidades aqui descritas.

“Parlamentares em Ascensão”

Entende-se por parlamentar em “ascensão” aquele deputado ou senador que vem recebendo missões partidárias, políticas ou institucionais e se desincumbe bem delas. Estão também nessa categoria os parlamentares que têm buscado abrir canais de interlocução, criando seus próprios espaços e se credenciando para o exercício de lideranças formais ou informais no âmbito do Parlamento. Mais informaoções no site.

 (Com informações do site DIAP)