Palmas, Tocantins -
#EleNão em Palmas
1.069 visualizações

Mais de duas mil pessoas são esperadas em manifestação contra Bolsonaro em Palmas

A segurança do evento será feita pela Polícia Militar, Guarda Metropolitana e agentes de trânsito; organização da manifestação dá dicas de segurança pessoal às mulheres e militantes
- Atualizada em
Manifestação acontece neste sábado, no Parque dos Povos Indígenas Divulgação

Com mais de duas mil pessoas confirmadas para o ato #EleNão, contra o candidato à presidência Jair Bolsonaro, que acontece às 16h, neste sábado, 29, no Parque dos Povos Indígenas, em Palmas, o coletivo Mulheres Contra o Bolsonaro Palmas informou que o local estará seguro e deu dar dicas sobre o comportamento dos participantes durante a manifestação.

 

Em diversos materiais circulando pela internet, nas redes sociais, a organização do evento oferece dicas para a segurança pessoal da mulher e também aos demais militantes, no dia do evento, após os ataques direcionados ao ato, que já aconteceram, inclusive, no Tocantins.

A organização recomenda que os participantes levem seus documentos de identificação (RG), garrafas de água, vistam roupas confortáveis e calçados fechados e passem protetor solar. Também é ressaltada a importância de não responder a provocações e, ao final do evento, deixar o parque em grupo e não sozinho (a).

 

O coletivo ressaltou que a segurança do protesto será garantida por equipes da Polícia Militar e da Guarda Metropolitana, tendo informado aos agentes de trânsito da Sesmu sobre o ato e com quem já fizeram reuniões para definir detalhes.

 

De acordo com as organizadoras, o evento será pacífico e contra a violência, "justamente pregada pelo candidato do PSL", apontam. No mesmo dia, também neste sábado, às 15h, ocorrerá uma carreata em apoio a Bolsonaro, que tem início na Praça dos Girassóis, em frente ao shopping, onde carros devem ser adesivados. O trajeto das manifestações contrárias não devem se encontrar.