Palmas, Tocantins -

Política


Câmara de Palmas
2.746 visualizações

Marilon confirma que vereador testou positivo para Covid e atividades são suspensas

O presidente da Câmara, vereador Marilon Barbosa, confirmou ao T1 Notícias que o vereador Lúcio Campelo testou positivo para Covid-19 e as atividades foram suspensas.
- Atualizada em
Divulgação

A Câmara Municipal de Palmas informou que, em obediência ao Ato da Mesa Diretora nº 02, de 13 de maio de 2020, fica suspensa a realização das atividades legislativas e das Comissões Permanentes até o dia 25 de maio. Conforme a gestão da Câmara, a nova medida tem como objetivo evitar a disseminação do novo coronavírus e preservar a vida dos servidores e parlamentares desta Casa de Leis.

 

A medida vem após o vereador Lúcio Campelo testar positivo para covid-19. Conforme o T1 apurou ontem, 12, o parlamentar da Câmara de Palmas teria sido diagnosticado há pelo menos 15 dias, mas que não apresentou nenhum sintoma grave da doença. Ele está em isolamento domiciliar. O caso foi confirmado nesta quarta-feira, 13, pelo presidente da Casa, o vereador Marilon Barbosa.

 

Já a assessoria da Câmara, disse a decisão foi tomada após o considerável aumento do número de casos de covid-19 na Capital, como também, o número excessivo de mortes no Estado do Tocantins, no decorrer dos últimos dias. 

 

Retorno

 

Os trabalhos legislativos retornarão no dia 26 de maio, cuja data está marcada a prestação de contas da Prefeitura de Palmas. Já a prestação de contas dos gastos com os recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) – com a presença do secretário municipal de saúde, Daniel Borini Zemuner – ocorrerá no dia 28 de maio, quando serão apresentados os balancetes e os esclarecimentos acerca dos gastos consolidados, no primeiro quadrimestre, no combate à Covid-19.

 

A Câmara destaca que estas reuniões serão realizadas de forma restrita, sem a presença de público no auditório, nas tribunas de honra e na área de imprensa – em conformidade com a deliberação da Mesa Diretora. O ato prevê ainda a implantação de sistemas de escalas, revezamento e alteração de jornada dos servidores, visando evitar aglomerações nas dependências da Casa Legislativa.