Palmas, Tocantins -
Eleição no Tocantins
1.239 visualizações

Márlon Reis é o primeiro candidato à suplementar a ter registro deferido pelo TRE

A decisão foi concedida por unanimidade em sessão do Pleno do TRE Tocantins realizada na manhã desta terça-feira, 15
- Atualizada em
Márlon Reis é o candidato da Rede à eleição suplementar Divulgação

O candidato da Rede Sustentabilidade às eleições suplementares de 3 de junho, o ex-juiz Márlon Reis, foi o primeiro a ter sua candidatura deferida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-TO). A decisão foi concedida por unanimidade em sessão do Pleno realizada na manhã desta terça-feira, 15.

 

A Justiça Eleitoral tem até sexta-feira, 18, para finalizar os julgamentos das candidaturas. Na tarde desta terça, às 17h, o julgamento será retomado e a candidatura de Carlos Amastha (PSB) está na pauta. A sessão do Pleno pode ser acompanhada pelo canal da Justiça Eleitoral no YouTube.

 

O TRE-TO já tinha deferido o DRAP (Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários) do Diretório Estadual da Rede Sustentabilidade na semana passada.

 

Ao T1, Márlon Reis disse em entrevista que estava confiante no deferimento da candidatura. “Sou ficha limpa, não respondo por nenhum inquérito e não havia motivos para indeferimento. Me preocupo com a candidatura de outros”, conferiu o candidato.  

 

Num primeiro momento, logo após o início da sessão, os desembargadores avaliaram pedido de impugnação da candidatura de Márlon Reis feito pela Coligação "Reconstruindo o Tocantins", da candidata Kátia Abreu (PDT). A coligação da senadora afirmou, no pedido, que Márlon não cumpriu o prazo de domicílio eleitoral, mas as argumentações não foram aceitas pelos desembargadores.

Notícias sobre:

márlon tre candidatura deferida