Palmas, Tocantins -

Política


Bastidores
979 visualizações

MDB Tocantins descarta eleição e Marcelo Miranda fica na presidência até maio de 2022

O ex-governador Marcelo Miranda assumiu a presidência da sigla em junho de 2019. O mandato, que seria de dois anos, teria seu término daqui menos de dois meses
- Atualizada em
Descrição: Ex-governador Marcelo Miranda Reprodução

A  eleição para definir novo dirigente do MDB Tocantins foi adiada em decorrência da pandemia do novo Coronavírus. A informação é da assessoria do partido no Estado. Com essa decisão do adiamento, o ex-governador Marcelo Miranda foi reconduzido à presidência até maio de 2022, quando deve então ocorrer o pleito durante convenção do partido. 

 

O ex-governador assumiu a presidência da sigla em junho de 2019. O mandato, que seria de dois anos, teria seu término no dia 31 de maio. 

 

Conforme o secretário Geral do partido no Tocantins, Hebert Brito Barros, esse caminho não foi definido pelo MDB local, mas sim por uma decisão do Diretório Nacional do partido, que resolveu adiar por um ano as eleições em todos os diretórios da sigla no Brasil, em reunião da Comissão Executiva Nacional do MDB, no último dia 23 de fevereiro. Confira a ata do encontro aqui.

 

Além da prorrogação do mandato de Miranda, o MDB Juventude, Mulher, entre outros núcleos do partido no Tocantins terão suas lideranças mantidas por mais um ano. 

 

Entraves e Nilton Franco

 

O ex-governador reassumiu em setembro do ano passado o comando do diretório estadual do MDB. Ele havia sido afastado do cargo após ficar preso por uma determinação da justiça, a pedido da Polícia Federal, na operação 12º Trabalho.

 

Miranda foi solto em fevereiro, mas preferiu não regressar ao cargo de imediato.

 

Durante esse período, que durou quase um ano, o deputado Nilton Franco comandou a sigla no Tocantins. Nos bastidores do partido, ele é um forte candidato para a eleição, quando houver.

 

Ao T1, na manhã desta quarta-feira, 14, o parlamentar não quis comentar sobre o assunto, limitando-se em dizer que ainda é cedo.