Palmas, Tocantins -

Política


Política
531 visualizações

Na posse de Andrino à frente do PSB de Palmas, grupo recebe ex-juiz Márlon Reis

Durante a solenidade de posse do vereador Tiago Andrino à frente do PSB metropolitano, Amastha volta a criticar a prefeita Cinthia Ribeiro; evento vira palanque de campanha dos socialistas
- Atualizada em
Descrição: Márlon Reis, entre Andrino e Amastha, filia-se ao PSB Divulgação

“Palmas precisa ter novamente planejamento, acabar com o improviso e os privilégios; não podemos mais admitir a familiocracia na gestão pública”. Este foi o tom do discurso do vereador e pré-candidato do PSB à prefeitura da Capital, Tiago Andrino, durante sua posse à frente do diretório metropolitano do partido, na noite desta quinta-feira,13. Na oportunidade, o ex-juiz e ex-candidato a governador pelo Tocantins, Márlon Reis, se filiou ao partido.

 

O socialista deixou implícito que o recado de seu discurso teve endereço certo: a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB). “Temos muito potencial em diversas áreas como tecnologia, turismo e saúde; com esse clima não tem como não gerar oportunidade de negócios e emprego para os palmenses”, sustentou Andrino.

 

O evento contou com a presença do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, com a participação do presidente do PSB Tocantins, Carlos Amastha, e dezenas de novos filiados, entre eles, o jurista Marlon Reis. Além da filiação de novos membros, o momento marcou a reafirmação das pré-candidaturas a vereador e também do projeto do PSB para o Paço Municipal.

 

Para o presidente do PSB Nacional, o PSB vive um grande momento em Palmas e esta foi uma noite de festa. “Essa noite para o PSB é muito significativa porque, além da posse, ela também recebeu importantes pessoas, doutor Marlon Reis, ex-militantes da Rede e de outros partidos que estão vindo para o PSB, todas as pessoas engajadas para ajudar nessa tarefa importante de melhorar a cidade, melhorar a vida das pessoas, e eu fiquei muito feliz de participar dessa festa, que é prenúncio do sucesso das próximas eleições aqui para o PSB”, ressaltou.

 

O presidente estadual do PSB e ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha, destacou o prestígio do grupo junto à direção nacional na retomada do projeto político, segundo julga, “é importante para aqueles que são apaixonados pela cidade”. Na sua avaliação, um evento que visava apenas à posse da direção municipal virou um grande acontecimento político, com prestígio de presidente nacional.

 

“O nosso projeto é fazer de Palmas o melhor lugar do mundo para se viver; o sonho ficou congelado nesses últimos dois anos em função de que a prefeita (Cinthia Ribeiro) não deu sequência ao nosso trabalho, mas a gente resgatou o brilho nos olhos e com certeza esse monte de pré-candidaturas que foram apresentadas, essas excelentes opções, fora a pré-candidatura do Tiago Andrino para prefeito da Capital, fizeram que ressurgisse com toda força os nossos ideais, os nossos sonhos para com Palmas e o Tocantins”, discursou.

 

Filiações

 

Recém filiado ao PSB, o ex-juiz Márlon Reis fez coro ao discurso de Amastha, que declarou em suas redes sociais que essa aproximação é natural e que, inclusive, deveria ter acontecido antes. “Essa é a aproximação partidária mais natural que poderia marcar esse início de ano político aqui em Palmas; o PSB tem um programa compatível com tudo em que acredito; meu maior objetivo para este ano é ajudar a eleger Tiago Andrino prefeito de Palmas e contribuir para a eleição do maior número possível de prefeitos e vereadores do PSB em todo o Tocantins”, comprometeu-se  Reis.

 

Proporcionais

 

Com as novas regras das coligações proporcionais para as eleições 2020, o presidente do PSB nacional acredita que haverá muitas mudanças no legislativo municipal. “É muito importante porque dá mais coerência e o eleitor vai identificar melhor os partidos e não vai votar num candidato e eleger de outro partido. Vai ser muito bom e vai promover uma renovação na Câmara Municipal”, explicou.

Notícias sobre:

psb andrino amastha críticas cinthia