Palmas, Tocantins -
Eleição 2018
5.493 visualizações

"Não tenho condições de fugir dessa luta", diz Amastha à imprensa

De volta à corrida eleitoral pela cadeira no Palácio Araguaia, Amastha recebeu a imprensa para justificar e voltar atrás de sua desistência
- Atualizada em
Candidato recebeu a imprensa na tarde desta terça-feira Ana Cássia

Durante a coletiva de imprensa realizada na JK Business Center, em Palmas, na tarde desta terça-feira, 7, o, novamente, candidato a Governo do Estado Carlos Amastha (PSB) afirmou que “não tem condições de fugir dessa luta” e foi categórico ao dizer que o seu grupo “é maior, melhor e que dá mais capilaridade”. Ele disse ter sofrido uma depressão nessas últimas 24 horas e que o prefeito Laurez Moreira foi o articulador responsável pelo seu retorno à candidatura.

 

Ele destacou também que desde ontem vem recebendo vídeos sobre as ações promovidas na Educação da Capital enquanto Prefeito de Palmas e declarou que saiu ferido dessa história, que o atingiu diretamente, mas que “fez tudo pra não perder os companheiros que saíram de seu grupo”, aqui citando possivelmente o presidente regional do PCdoB, Nésio Fernandes.

 

Acompanhado de seu vice, o empresário Oswaldo Stival (PSDB) e dos candidatos ao Senado Federal em sua chapa, Vicentinho Alves (PR) e Ataídes Oliveira (PSDB), em tom de brincadeira, Amastha retratou as brigas que já teve com os dois nomes ao Senado, mas defendeu que “está na hora de trabalhar pra reeleger os dois”. O candidato diz ter reconhecido que "o Tocantins é muito maior do que o desejo de cuidar da minha vida" e continuou “acho que se fosse em outras eleições essa decisão seria mais fácil, mas nesse cenário não dá para fugir”.

 

Amastha relatou ainda que pediu perdão aos companheiros e que é humano: “o que me motiva é que, através da política, a gente pode transformar a vida das pessoas”. Ele garantiu que seu governo será voltado para as pessoas, com desenvolvimento para o Estado e uma política tributária correta. Destacou o trabalho que fez no turismo de Palmas, com as potencialidades da capital, citando o Jalapão e Parque do Cantão como apostas do Estado.

 

"Nova Política"

 

O candidato também falou sobre seus discurso sobre 'velha política' e o que entende por 'nova política'. "Muita gente vem me criticar porque eu critico os políticos. Não gente, eu era empresário, hoje eu sou político. Nova política significa atitude. Estou aqui focado em um projeto de gestão".

 

 

Notícias sobre:

eleição 2018 psb amastha