Palmas, Tocantins -
Câmara de Palmas

PL que cria área de proteção ao ciclismo em Palmas é distribuído na CCJ da Câmara

Conforme Tiago Andrino, autor do projeto, "essa é uma vontade antiga dos ciclistas e infelizmente nesse fim de semana nossa cidade presenciou o acidente com o Dr. Pedro Caldas”
- Atualizada em
Tiago Andrino é autor do projeto Cleober Taquara

Durante a reunião da Comissão de Redação, Constituição de Justiça da Câmara Municipal, foi distribuído para apreciação, o Projeto de Lei de autoria do vereador Tiago Andrino (PSB) que prevê a criação de Áreas de Proteção ao Ciclismo de Competição, iniciativa apresentada pelo vereador na última semana, após reunião com atletas da Capital. O parlamentar agradeceu a distribuição e pediu celeridade e sensibilidade aos colegas para que o projeto seja tramitado com urgência.

 

“Essa é uma vontade antiga dos ciclistas e infelizmente nesse fim de semana nossa cidade presenciou o acidente com o Dr. Pedro Caldas justamente enquanto praticava esportes. Todos os palmenses estão sensibilizados e sabem da urgência da execução de projetos como este. Espero contar com o apoio dos colegas, para que esse investimento em segurança faça com que nosso esporte não sofra mais do que já vem sofrendo”, afirmou Andrino.

 

Apresentado no último dia 31 de outubro, o projeto determina que cabe ao Poder Executivo determinar os trechos e horários de funcionamento diário das APCCs e regulamentar em sessenta dias esta Lei, o valor da multa aplicável em razão de seu descumprimento, fixando inclusive a operacionalização da segurança de tráfego.

 

Entenda

 

O médico ginecologista Pedro Caldas foi atropelado no domingo, 12, na marginal da TO-050, em Palmas, enquanto treinava com um grupo de assessoria esportiva nas proximidades do Dertins. O médico foi atingido por um veículo de passeio e jogado no para-brisas do carro. Outros atletas que faziam o mesmo percurso presenciaram o acidente. Um outro médico, Moacir Naoyuk Ito, também foi atingido, mas sofreu escoriações leves. Pedro Caldas passou por cirurgias e está internado na UTI do Hospital Oswaldo Cruz. Segundo informações da polícia, a motorista, de 21 anos, que conduzia o carro apresentava sinais de embriaguez e não apresentou carteira de habilitação. Ela foi levada para a Central de Flagrantes da Polícia Civil onde pagou uma fiança de R$ 3 mil e foi liberada.