Palmas, Tocantins -

Política


Decisão TRE
350 visualizações

Pleno do TRE julga improcedente representação contra Tiago Dimas na campanha de 2018

As contas do parlamentar foram aprovadas com ressalvas, ficando comprovado pela Corte a origem lícita e destinação de recursos próprios do então candidato em 2018 aplicados na campanha.
- Atualizada em
Descrição: Reunião do Pleno do TRE que provou contas de campanha do deputado Tiago Dimas Reprodução

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-TO) decidiu, por unanimidade, julgar improcedente a representação contra o deputado federal Tiago Dimas (SD), por suposta captação ilícita de recursos e abuso de poder econômico durante a campanha eleitoral de 2018. A sessão plenária para esse fim foi realizada nesta terça-feira, 28, e transmitida online pelo canal da Corte no Youtube. 


A aprovação foi unânime, em que pese a reiteração do Procurador Regional Eleitoral, Álvaro Manzano, pela declaração de cassação de mandato do parlamentar, por julgar que houve captação ilícita de recursos para a campanha e abuso de poder econômico pelo então candidato.


A relatora do processo de representação, juíza Ângela Issa Haonat, ressaltou no acórdão a comprovação da origem dos recursos do então candidato em 2018, e que compete ao autor da representação (Ministério Público Eleitoral) provar que  os recursos de campanha de Tiago Dimas derivaram de fontes ilícitas, o que, segundo a relatora, não ficou demonstrado nos autos.


As contas do parlamentar foram aprovadas com ressalvas, ficando comprovado pela Corte a origem lícita e destinação de recursos próprios do então candidato em 2018 aplicados na campanha.


Na prestação de contas apresentada em dezembro de 2018, Tiago Dimas declarou gastos de R$2,3 milhões, tendo recebido doações de R$1,9 milhão. Tiago Dimas foi o candidato a deputado federal mais votado do Tocantins, com quase 72 mil votos, e foi também o campeão de votos da história de Araguaína.