Palmas, Tocantins -

Política


Instituto de Identificação
2.847 visualizações

Posto inaugurado dentro do Resolve sem Cinthia tem atendimento suspenso nessa terça

Prefeitura confirma que suspenderá atendimento do posto do Instituto de Identificação em Taquaralto ate que Termo de Cooperação seja assinado prevendo contrapartida pelo uso do espaço...
- Atualizada em
Descrição: Inauguração do núcleo de Identificação: sem a prefeitura Tharson Lopes

Uma tremenda saia justa ocorrida nesta segunda-feira, 2 de dezembro, no Resolve Palmas em Taquaralto vai terminar com a suspensão do atendimento do Posto de Emissão de Carteiras do Instituto de Identificação da Secretaria de Segurança Pública nesta terça-feira, 3.

 

É o que informou a chefe de Gabinete da prefeita Cinthia Ribeiro(PSDB), Mila Jaber ao T1 Notícias no final da noite de ontem. “O posto foi inaugurado sem a assinatura do termo de cooperação entre o Estado e a Prefeitura. Fomos consultados sobre essa data de abertura na quinta-feira passada e não autorizamos, mas hoje fomos surpreendidos com a inauguração”, sustenta Mila.

 

Segundo a prefeitura, a determinação da prefeita Cinthia Ribeiro é que os serviços sejam suspensos até que o documento que firma a parceria esteja finalizado.

 

O que falta, segundo o secretário Chefe da Casa Civil, Edmilson das Virgens, é justamente o acordo em torno da contrapartida do Instituto pelo uso do espaço. A princípio seria a emissão de carteiras funcionais para o servidores com funções na área de segurança, mas depois o tema foi rediscutido.

 

Vice-governador, secretário e diretora inauguraram sozinhos

 

A informação que chegou às redações no início da manhã era de que a parceria seria assinada com as presenças do governador e da prefeita, o que foi negado em seguida.

 

Consultada ainda na noite de ontem, segunda-feira, 2 pelo portal, a diretora do Instituto de Identificação, Naides César Silva informou que tratou toda a instalação do posto de atendimento com secretário Chefe da Casa Civil mas que teve dificuldades em acertar a data de inauguração com a Chefe de Gabinete da Prefeita.

 

O posto de atendimento terminou sendo inaugurado pelo vice-governador, Wanderlei Barbosa, pelo secretário de Segurança Pública Cristiano Barbosa Sampaio e pela diretora Naides César Silva, com a presença do vereador Hélio Santana.

 

Naides: “recebi autorização do meu secretário”

 

A diretora do Instituto de Identificação, disse ao T1 Notícias que recebeu a autorização para seguir com o planejado do próprio secretário de Segurança. “Recebi autorização do meu secretário, achei que tivesse tudo acertado lá por cima, entre Estado e prefeitura”, justificou.

 

Já o Secretário da Casa Civil foi enfático em afirmar: “estamos tratando desta parceria há meses, é um serviço essencial que fará muito bem à população da região Sul, mas autorizei que iniciassem as instalações, não que inaugurassem”.

 

Segundo Edmilson das Virgens, na quinta-feira passada ele já havia submetido ao seu jurídico o teor do termo. “Ela no entanto ainda não tinha passado pelo jurídico dela. Ainda não tinha sido acertada a contrapartida. Tínhamos um impasse. Não haveria inauguração sem acertar esses detalhes”, assegura o secretário.

 

Mila Jaber  também é enfática em afirmar que foi clara com Naides de que a data da abertura do posto para funcionamento deveria ser construída junto coma prefeita e que não seria possível fazer o ato na segunda-feira, 2. “Para mim ela disse que foi atropelada, mas trata-se de uma imensa falta de ética e de respeito com quem está cedendo o espaço. Como começar um atendimento sem que os termos do acordo estivessem firmados?”, questiona.

 

“Minha negociação foi com o Edmilson porque a Mila não atendia a ligação. Nada foi escondido, nada foi por acaso. Eu estou estranhando isso”, disse a diretora por telefone. Naides no entanto não apresentou qualquer ofício ou mensagem que deixasse claro que o espaço estava disponibilizado e autorizado a funcionar pela prefeitura.

 

“Imagina se eu ia autorizar inaugurar e não estaria lá. Jamais cometeria essa indelicadeza”, finalizou o secretário.