Palmas, Tocantins -

Política


Pandemia
286 visualizações

Senado Federal programa ouvir Carlesse em julho na CPI da Covid

O primeiro governador a depor na CPI da Pandemia será Wilson Lima, do Amazonas, nesta quinta-feira, 10.  
- Atualizada em
Descrição: Governador do Tocantins, Mauro Carlesse Arquivo/Governo do Estado

Já tem data para o governador Mauro Carlesse (PSL) depor na CPI da Covid, realizada pelo Senado Federal. O gestor deve ser ouvido pelo colegiado de parlamentares no dia 2 de julho. Outros sete governadores também estão agendados para prestar declarações. 

 

Esta informação foi divulgada na manhã desta terça-feira, 8, pelo presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD - AM), que anunciou o calendário dos depoimentos dos governadores convocados para prestar esclarecimentos ao colegiado que apura supostas irregularidades durante a pandemia. 

 

O primeiro governador a depor na CPI da Pandemia será Wilson Lima, do Amazonas, nesta quinta-feira, 10.  

 

Veja o calendário completo: 10/06: Wilson Lima - Amazonas; 29/06: Helder Barbalho - Pará; 30/06: Wellington Dias - Piauí; 01/07: Ibaneis Rocha - Distrito Federal; 02/07: Mauro Carlesse - Tocantins; 06/07: Carlos Moisés - Santa Catarina; 07/07: Antônio Garcia - Roraima; e 08/07: Waldez Góes - Amapá. 

 


                                                                                                         

 

Carlesse na CPI
 

Após ser convocado para depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, Carlesse gravou um vídeo prestando satisfação para a população do Tocantins, sobre os recursos repassados pela União, destinados ao enfrentamento da pandemia, e ainda afirmando que atenderá a convocação da CPI. “Eu venho muito tranquilo e estou à disposição, assim que me chamarem, estarei lá", destacou.

 

Na oportunidade, Carlesse também informou que o Governo do Estado disponibilizaria um resumo sobre a aplicação dos recursos. “Nós temos diariamente todas as informações no Portal da Transparência e hoje eu tô colocando um resumo de tudo que nós recebemos, do dinheiro da União, para o coronavírus, e colocando à disposição dos senhores que tiverem algum interesse de olhar a seriedade que esse governo tem tratado o dinheiro público”, destacou.

Notícias sobre:

senado cpi covid carlesse