Palmas, Tocantins -

Política


Palmas
4.129 visualizações

Tiago Andrino deixa PP e pode filiar-se no PC do B a convite de Flávio Dino

O secretário municipal Tiago Andrino, um dos homens fortes do staff do prefeito Carlos Amastha deixa o PP e pode filiar-se no PC do B a convite do governador Flávio Dino. Ele avalia convites...
- Atualizada em
Descrição: Secretário Tiago Andrino Bonifácio/T1Notícias

O secretário de Integração Social e Defesa do Consumidor de Palmas, Tiago Andrino deixou na tarde de ontem, terça-feira, 1º, o partido Progressista, pelo qual disputou eleição para deputado federal, e no qual estava filiado desde as eleições de 2012, quando o prefeito Carlos Amastha disputou e venceu as eleições em Palmas pelo PP.

 

“Tive uma conversa muito boa com o presidente, deputado Lázaro Botelho, e com o secretário estadual, o Robson, mais no sentido de agradecer mesmo pelo apoio que nós recebemos, o espaço que o partido nos deu em Palmas e nas eleições estaduais”, resumiu Andrino. Ele não confirmou que disputará eleição este ano na capital: "Estou totalmente dedicado ao projeto de reeleição do prefeito Amastha".

 

Sem discutir o pedido de retirada do bloco que o PP encaminhou à Câmara Municipal ontem com os dirigentes da legenda, Andrino avalia que esta posição é fruto de um momento e pode ser revertida futuramente. “Terei ainda uma conversa com o Robertinho Pires, presidente da Fieto, que é um grande quadro que o partido tem e que pode fazer a diferença, se estiver disposto, no cenário político deste ano na capital”, adiantou.

 

Convite de Flávio Dino

O ex-pepista recebeu convite do governador do Maranhão, Flávio Dino, para filiar-se ao PC do B.  “Na verdade foram dois convites. Este do PC do B, que recebo com muito carinho, uma proposta muito boa. Acho que o PC do B pode ser muito importante nesta coalisão em torno da reeleição do prefeito Carlos Amastha, e estamos avaliando”.

 

Questionado sobre o fato de estar construindo uma base junto ao eleitorado evangélico desde 2014 e se esta é compatível com o que prega o PC do B, Andrino resumiu: “sou a favor das liberdades civis e da liberdade religiosa. Não sou nem Marco Feliciano, nem Jean Willys, pois são dois extremistas e nenhum deles me representa”.

 

Um dos coordenadores que estiveram junto ao prefeito em 2012, Andrino faz parte do staff decisório da gestão em Palmas e foi o nome que teve o apoio do prefeito em 2014 para federal. Sua filiação deve marcar parte da estratégia de construção do grupo que irá defender a reeleição de Amastha em Palmas.

 

(Atualizada às 13:59 do dia 02 de março de 2016)