Palmas, Tocantins -
Eleição suplementar no TO
971 visualizações

TRE julga procedentes impugnações contra o Psol; partido e Mário Lúcio vão recorrer

O TRE julgou procedência das impugnações quanto à falta de prestação de contas pelo partido em 2015. Mário Lúcio e Psol afirmam que vão recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral
- Atualizada em
Mário Lúcio Avelar é o candidato do PSOL Divulgação/Psol

Em nota enviada à imprensa no final da manhã desta quarta-feira, 16, o Partido Socialismo e Liberdade (Psol) no Tocantins e seu candidato a governador Mário Lúcio Avelar, se pronunciaram sobre o indeferimento do Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários, anunciado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins em sessão nesta manhã.

 

O TRE julgou procedência das impugnações quanto à falta de prestação de contas pelo partido em 2015. Mário Lúcio e Psol afirmam que vão recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  O partido destaca que já entregou toda a documentação referente à prestação de contas diz que acredita “estar apto para participar da eleição suplementar e irá procurar restabelecer seu direito na corte superior eleitoral”.

 

Segundo Mário Lúcio, “a nossa candidatura está mantida. Continuaremos com nossas ações, encontros e propagação das ideias. Vamos recorrer junto ao TSE e com certeza vamos conseguir o mais breve possível voltar para o pleito dando ao eleitor a possibilidade de escolher a melhor proposta para tirar o Tocantins dessa crise pela qual o estado passa”, confirmou.