TRE reforça segurança da urna eletrônica em reunião com representantes de 14 partidos

Ação visa o enfrentamento à desinformação a respeito do sistema eletrônico de votação

Em mais um evento do projeto "Democracia: Diálogo e Transparência", representantes de partidos políticos foram recebidos na Central de Urnas da Justiça Eleitoral do Tocantins na tarde desta segunda-feira, 23, para conhecerem melhor o sistema eletrônico de votação. A ação visa o enfrentamento à desinformação por meio de um diálogo próximo, franco e aberto com toda a sociedade.

 

Durante o bate-papo, foram repassadas as principais informações a respeito da segurança da urna eletrônica e os detalhes da tecnologia utilizada no sistema eletrônico de votação. "A segurança do processo eleitoral envolve pessoas, processos e tecnologia; e são esses três eixos, em conjunto, que conferem toda a transparência e credibilidade necessária ao sistema eleitoral", destacou o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins, Valdenir Borges Júnior.

 

Participaram do encontro representantes de 14 partidos políticos no Tocantins, que na ocasião puderam tirar dúvidas referentes ao processo eleitoral. Representando o PSDB, Marcelo Wallace perguntou a respeito da apuração e totalização dos votos. “A gente precisa ter a noção exata porque, no mundo das fake news que estamos vivendo, precisamos estar bem antenados com o passo a passo para poder repassar a melhor informação possível”, disse.

 

“Repassar às equipes o conhecimento é a melhor ferramenta de combate à desinformação. Todos os partidos devem preparar seus fiscais com informações concretas sobre o funcionamento do processo eleitoral, que certamente haverá muito menos questionamentos”, complementou o diretor-geral do TRE-TO, José Machado dos Santos.

 

Aos convidados, o secretário de TI explicou que ao final da votação é impresso o Boletim de Urna (BU) e, em seguida, o resultado também é gravado em uma mídia que será encaminhada ao cartório. Paralelo a isso, os dados também são transmitidos por um canal seguro de comunicação à sede do TRE para totalização. “E vale destacar ainda que o app BU na Mão permite o acesso a todos os boletins emitidos no dia das eleições; qualquer pessoa pode checar esses dados e conferir que o resultado é o mesmo tanto na versão impressa quanto por meio digital”, disse Valdenir Júnior.

 

Ainda durante o encontro na Central de Urnas, os representantes de partidos conheceram as instalações onde ficam armazenados os equipamentos. Nas eleições 2022, 4.751 urnas eletrônicas serão utilizadas. Deste total,42% já serão do novo modelo UE2020.

 

Para Raquel Albuquerque, representando o PDT, o diálogo mais próximo da Justiça Eleitoral com os partidos no propósito de combater a desinformação é fundamental neste ano eleitoral. “Votar não é simplesmente chegar na urna eletrônica e digitar o número do partido. Você tem que conhecer o processo eleitoral e entender a legitimidade desse processo. E hoje esse evento nos trouxe um conhecimento amplo sobre a urna eletrônica e todo o processo na Justiça Eleitoral. Foi de grande crescimento e riqueza”, avaliou.

 

Partidos participantes

 

Participaram do evento na Central de Urnas representantes dos seguintes partidos: MDB, PCdoB, PDT, PL, Podemos, PP, PRTB, PSB, PSDB, PSOL, PV, Rede, Solidariedade e União Brasil.

Comentários (0)