Palmas, Tocantins -

Política


Presentes em negociação
960 visualizações

Vereadores defendem acordo entre prefeitura e Sintet para terminar greve

Para o presidente da Câmara, Rogério Freitas, a Câmara esteve e segue empenhada em discutir projetos da área e a pauta da categoria
- Atualizada em
Descrição: Vereadores participam de negociações Ascom

Presentes em mais uma rodada de negociações entre dirigentes do Sintet,o sindicato que representa professores de Palmas, e Secretaria Municipal de Educação, vereadores da Capital reforçaram o pedido para que chegue ao fim o impasse que prejudica cerca de 37 mil crianças da rede municipal.

 

A Câmara tem tido papel atuante na questão da educação, com o compromisso de sempre intermediar a ligação entre os representantes dos professores e a gestão em busca do fim do movimento. Recebidos pelo secretário de Educação, Danilo Mello, os membros do sindicato e vereadores discutiram ponto a ponto a pauta de reivindicações da categoria na manhã desta quinta-feira, 15, na sede da Prefeitura.

 

Ao final da primeira parte do encontro, o vereador Milton Néris, foi enfático ao dizer que não há motivo para greve. "O Poder Executivo tem boa vontade e está aberto ao diálogo como sempre esteve, podendo encontrar solução para todas as demandas", disse. 

 

O vereador Waldson da Agesp, também na reunião, declarou que a nova rodada de negociações comprova a existência do diálogo e que pode ocorrer avanços. "Temos um número de aproximadamente 37 mil crianças na rede municipal e a greve afeta não só a educação delas, mas como prejudica a rotina dos pais, além de prejuízos para os próprios professores. Diante disso, é fundamental que a negociação se aprofunde e a solução seja encontrada".

 

Já o presidente da Câmara, Rogério Freitas, disse esperar que prefeitura e Sintet cheguem a um acordo para finalizar a greve. Para ele, a Câmara esteve e segue empenhada em discutir projetos da área e a pauta da categoria. "O papel da Câmara é legislar e fiscalizar, mas não vamos de maneira alguma nos omitir sobre temas como esse. Buscamos, contatamos todos os lados e uma nova rodada de negociações está sendo feita. Agora, é definir os pontos, resolver a pauta e os professores retomarem os trabalhos".

 

Comissão

A reunião é resultado da formalização da Comissão de Negociações instituída pelo prefeito de Palmas, Carlos Amastha. Os membros vão conduzir o diálogo com os servidores. Além de Danilo Melo, participaram os secretários de Governo e Relações Institucionais, Adir Gentil; de Planejamento, Gestão e Desenvolvimento Humano, Alan Barbiero; e de Integração Social e Defesa do Consumidor, Tiago Andrino. O presidente do Conselho Municipal da Educação, Osvaldo Soares Neto, também compareceu.