Palmas, Tocantins -

Turismo


Bumbódromo
411 visualizações

Festival Folclórico de Parintins empolga no coração do Amazonas

Este ano, acontecerá nos dias 30 deste junho, estendendo-se aos dias 1º e 2 de julho. Durante as três noites, os bois Garantido (vermelho) e Caprichoso (azul) se enfrentam na arena do Bumbódromo
- Atualizada em
Descrição: Bumbódromo tem capacidade para até 17 mil espectadores Foto: Divulgação

O Festival Folclórico de Parintins, existe há mais de cem anos. Ocorre na arena criada somente para este evento, o Bumbódromo com capacidade para até 17 mil espectadores. É a maior manifestação cultural da Região Norte do Brasil e uma das mais importantes festas populares do País. Este ano, acontecerá nos dias 30 deste junho, estendendo-se aos dias 1º e 2 de julho. Durante as três noites, os bois Garantido (vermelho) e Caprichoso (azul) se enfrentam na arena do Bumbódromo em um desafio de música (toadas), alegorias, lendas e ritos indígenas e dos demais povos que formam a região. Cada agremiação tem cerca de 3500 brincantes e o núcleo narrativo tem como base o Auto do Boi.

 

A história é representada pelos grupos de boi-bumbá ou bumba-meu-boi, onde se identificam nas apresentações componentes de várias culturas, como a ibérica e a árabe, com predominância da cultura indígena. Como no nordeste brasileiro, o enredo é baseado na história de Pai Francisco e Mãe Catirina que, grávida, deseja comer a língua do boi. Francisco sacrifica o boi mais bonito e favorito do dono da fazenda. Temendo ser preso, pede ajuda a um poderoso pajé de uma tribo indígena próxima a sua moradia. O pajé é bem sucedido e revive o boi mais bonito do dono da fazenda. Em Parintins um torcedor jamais fala o nome do outro Boi, e usa apenas a palavra “contrário”, quando se refere ao opositor.

 

Durante as apresentações dos bois Garantido e Caprichoso são proibidas vaias, palmas, gritos ou qualquer outra demonstração de expressão quando o “contrário” se apresenta. Os dois bois existem desde 1913, mas o festival foi oficializado em 1966, transformando-se no maior espetáculo folclórico do Brasil e a segunda maior festa popular do mundo (depois do carnaval). O Bumbódromo de Parintins, ou Centro de Convenções Amazonino Mendes, foi inaugurado em junho de 1988. O Bumbódromo em 35 mil lugares, entre camarotes, arquibancadas especiais e arquibancadas gratuitas. Essas representam 95% e são divididas em duas partes rigorosamente iguais para as torcidas do Caprichoso, representada pela  cor azul, e a do Garantido, cor vermelha. Cada um dos lados das arquibancadas é pintado com a cor de um boi.

 

Como chegar

Com mais de cem mil habitantes, o município de Parintins fica a 465 quilômetros de Manaus, na ilha fluvial de Tupinambara, no Baixo Amazonas, quase na fronteira com o estado do Pará. Pode-se chegar à cidade por vias aérea e fluvial. Os voos saem de Manaus ou Santarém, no Estado do Pará e têm a duração de aproximadamente uma hora. De barco, a viagem até Parintins dura, em média, de 12 a 14 horas, dependendo do tipo de embarcação. A maioria dos barcos funciona como hotéis, pois eles permanecem ancorados em Parintins durante o evento.