Palmas, Tocantins -
Acidente em Palmas
4.234 visualizações

Familiar de motorista que atropelou médico emite apoio à vítima; atletas cobram área

Conforme o atleta, sua prima conduzia o carro que provocou o atropelamento dos médicos; atletas que integram a Liga de Ciclismo manifestaram solidariedade e orações a Pedro Caldas
- Atualizada em
Acidente ocorreu neste domingo, em Palmas Divulgação

O atleta e ciclista Flavio Fregonesi emitiu nota na noite de ontem, 12, se posicionando sobre o acidente que deixou feridos os médicos e triatletas Pedro Caldas e Moacir Naoyuk Ito, em Palmas. Conforme o atleta, sua prima conduzia o carro que provocou o atropelamento dos médicos, também ciclistas. Pedro Caldas sofreu traumatismo, passou por cirurgia e está internado na UTI do Hospital Oswaldo Cruz.

 

“As informações dão conta que ela estava visivelmente embriagada. Em razão desse fato, quero registrar aqui, como ciclista, atleta e pessoa, que repudio a atitude dela e de qualquer pessoa que dirija após uso de bebidas alcoólicas. Sempre lutei e luto para que todos nós, ciclistas e atletas, sejamos respeitados. Quero muito que a família do Pedro e do Moacir saibam que estou orando para que eles se recuperem e em breve possam estar nadando, pedalando e correndo, sem traumas e sequelas que possam impedi-los de praticar o que tanto amamos, que é nosso esporte!”, afirmou Flavio.

 

O atleta ainda reforça que “gostaria muito que a responsável pelo acidente tenha a pena justa, embora reconheça que as leis brasileiras são falhas, mas a Justiça divina, não. Espero que cada pessoa que leia essa mensagem pense antes e desista de dirigir após ingerir bebida alcoólica, pois já sabemos o trágico resultado!”, pontuou.

 

Flávio finaliza pedindo a união de todos “para fazer com que o poder público tome providências para evitar tragédias como esta, porque, desprotegidos, amanhã pode ser qualquer um de nós, atletas”.

 

Atletas reivindicam

 

Os atletas que integram a Liga de Ciclismo Federados do Bolão (FDB) manifestaram nesta segunda-feira, 13, sua solidariedade e orações para que o médico e triatleta Pedro Caldas se recupere do atropelamento e também cobraram da gestão pública municipal de Palmas a imediata criação e implementação de pelo menos uma Área de Proteção aos Ciclistas de Competição.

 

“Desde o segundo semestre deste ano os atletas de ciclismo e  triathlon se uniram para cobrar da Gestão Municipal de Palmas uma área isolada, com operacionalização de segurança de tráfego, para que os treinos sejam realizados de forma segura. A entrega da documentação com lista de apoio à reivindicação foram entregues ao prefeito Municipal que se comprometeu, ainda no final de outubro, a regulamentar a área. Um projeto com esse fim tramita na Câmara Municipal”, pontua a Liga.

 

Ainda conforme os atletas, “os ciclistas esperam que a gestão se sensibilize e não meça esforços junto aos poderes e órgãos pertinentes, para que a APCC seja instalada de imediato, tornando o trágico acontecimento deste domingo o último a ser anunciado por falta de uma área segura para treinos, sob pena de omissão e co-responsabilidade por qualquer sinistro envolvendo atletas de alto rendimento”.

 

A liga pede a criação e implantação de uma área segura para treino, com isolamento por três vezes na semana e nos finais de semana, o que colocaria Palmas no mesmo patamar de cidades como Florianópolis, Rio de Janeiro e Aracajú, que já possuem vias interditadas exclusivamente para treinos esportivos.

 

Assinam a nota os atletas: Abraham Zuniga - Álvaro Mattos Neto - Célio Júnior - Daniel Fernandes - Euvaldo Carvalho - Fabio André - Flávio Fregonesi - Gracielly Ribeiro - Jone Santos Costa - Juliana Fregonesi - Júnio César - Lailton Costa - Marcelo Ribeiro - Marco Aurelio - Naiusy Leite - Orlei Ribeiro - Paulo Couto - Reis Feitosa - Roberto -Santos - Sandra Maia - Vander Praxedes - Vinícius Silva - Wellington Carvalho.