Palmas, Tocantins -
Nomeações no governo
6.590 visualizações

Carlesse nomeia Lázaro Botelho e mais 290 servidores em cargos comissionados

Nas eleições gerais de outubro passado, Lázaro Botelho disputou a reeleição no cargo de deputado federal e obteve 40.270 votos, mas não foi eleito
- Atualizada em
Lázaro apoiou e acompanhou a campanha de Carlesse à reeleição Divulgação

O governador Mauro Carlesse (PHS) nomeou no Diário Oficial de ontem, 7, o ex-deputado federal Lázaro Botelho (PP), de 71 anos, para exercer o cargo de assessor de Participações Sociais e Políticas de Governo, da Secretaria Executiva da Governadoria, na Governadoria.

 

Nas eleições gerais de outubro passado, Lázaro Botelho disputou a reeleição no cargo de deputado federal e obteve 40.270 votos, mas não foi eleito. Com uma longa história na política do Tocantins, Lázaro foi deputado federal por três mandatos seguidos, é presidente do Progressistas no Tocantins e um dos vice-presidentes nacionais, tendo sido, por muitos anos, um dos representantes mais expressivos da região Norte do Estado no Congresso Nacional.

 

Carlesse também nomeou Pedro Luís de Oliveira para exercer o cargo de vice-presidente Executivo da Agência de Tecnologia da Informação.

 

Além dessas, outras 290 nomeações foram publicadas em várias pastas do governo. Separadamente, 46 novos servidores foram nomeados na governadoria; 8 servidores na Junta Comercial do Estado do Tocantins (Jucetins); 94 servidores na Secretaria da Fazenda e Planejamento; mais 64 na Secretaria de Cidadania e Justiça; e 78 na Secretaria da Saúde.

 

No DOE de quarta-feira, 6, o governador nomeou outros 172 servidores em cargos de diretor, gerente, superintendente, assessor, chefe e supervisor. Todas as nomeações foram retroativas ao dia 1º de fevereiro. Na Secretaria da Comunicação foram nomeados 10 servidores; na Secretaria da Infraestrutura, Cidades e Habitação foram 29; na Procuradoria-Geral do Estado foram 33; na Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) foram publicadas 20 nomeações; na Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) foram 48; na Secretaria da Segurança Pública são 25 nomeações; e na Secretaria da Saúde foram mais sete servidores nomeados.