Palmas, Tocantins -

Minha Opinião

Ver comentários
Roberta Tum

Roberta Tum


roberta.tum.9 @robertatum
Colunista do editorial Minha Opinião

5.238 visualizações

Pelo tamanho do pipoco, Dona Cinthia incomoda muita gente...

- Atualizada em
Montagem T1 Notícias

A prefeita Cinthia Ribeiro fez um movimento na noite de ontem, terça-feira, 11, que a coloca na condição de protagonista da própria sucessão eleitoral que ocorre em Palmas ano que vem. E pelo tamanho da reação que vi nos principais portais do Estado hoje, é uma candidatura que incomoda muita, mais muita gente.

 

A ousadia da prefeita - que nos bastidores alguns classificam como de pouca inteligência – em afastar-se do seu “tutor”, Carlos Amastha é o primeiro ponto a ser considerado.

 

O troca-troca de farpas que se vê no Twitter entre os dois esconde descontentamentos de lado a lado.

 

Sem juízo de valor sobre quem está certo e quem está errado, a prefeita, tenta gerir a prefeitura de Palmas a um custo mais barato que o antecessor. Cortou despesas em todos os eventos que fez iguais aos dele. Divulgou que os números são menores e as estruturas maiores. Faz menos propaganda e quase não fez coletivas desde que assumiu. É outro estilo, bem mais discreto, diga-se.

 

Da outra parte ouço que Cinthia desconstruiu a política de saúde deixada por Amastha, que o atendimento nas UPAS está pior, e que até ontem a secretária de Educação, professora Juscéia, vinha atacando a atuação do ex-secretário Danilo de Souza, questionando a forma como os números do Ideb foram obtidos. Em resumo: destruindo o legado Amastha nestas duas áreas, a prefeita teria se afastado de índices de qualidade deixados pelo antecessor.

 

Pano rápido

 

Ao dar seus passos para longe de Amastha e buscar formar seu grupo próprio, Cinthia Ribeiro aproximou-se de quem tem mandato e pode ajudar Palmas. Foi pragmática, pois tem a obrigação de entregar resultados. “Quem quer ser prefeito pode falar e prometer qualquer coisa”, me disse ontem uma forte liderança do Estado. “Quem é prefeita tem que mostrar serviço. Tem que fazer”, emendou.

 

Nessa lista de mandatários com condições de formar uma bancada forte em favor de Palmas já estava o senador Eduardo Gomes. De comportamento até aqui irretocável. E do MDB. Aliado de primeira hora de Cinthia desde a eleição passada.

 

Se Gomes que tem mandato e voto está com Cinthia e além dele Dulce Miranda com mandato e voto ficar com Cinthia na sucessão, que projeto próprio é este de que fala Valdemar Jr. na nota emitida hoje?

 

Ninguém acredita que o MDB tem fôlego e recursos para tocar uma campanha desta magnitude em Palmas. Mas cabe a cada jogador, jogar. E Valdemar, bem próximo de Amastha desde a eleição suplementar, faz seu jogo. O risco que corre é terminar isolado.

 

Outras reações e seus motivos

 

As demais reações ao anúncio de que a prefeita arruma a casa para parar de apanhar nas redes por conta da lentidão de alguns setores de sua gestão, e vai fazer trocas para zerar a ineficiência de outros, já eram de se esperar.

 

A exemplo de Carlos Gaguim, deputado federal e líder da bancada, que na condição de vice-presidente do Democratas, reserva a legenda para o vice-governador, que nem filiado é, decidir se quer ou não ser candidato.

 

Em Taquaruçu no começo do mês, Vanderlei Barbosa foi enfático diante de Cinthia Ribeiro: pode ser ou não ser, dependendo do cenário político, candidato, a prefeito. À boca miúda diz-se que permanecerá no governo e prepara caminho para o filho, deputado Léo Barbosa...

 

A Gaguim, Dorinha mandou recado pela imprensa: tem a prerrogativa de decidir em Palmas. É majoritária em Palmas. E ponto.

 

Nos próximos dias, caso as indicações ocorram como são esperadas, teremos Dorinha indicando na Educação, Dulce na área Social, e Eduardo Gomes no Esporte.

 

Todos os demais citados pelo T1 Notícias na manchete da noite de ontem conversam ou conversaram com o staff da prefeita.

 

Parêntese

 

Dimas não está bem com Carlesse há meses e trabalha base para ser candidato a governador do Estado. Como se sabe, a eleição passa por Palmas. Mais do que uma boa razão para aliar-se a Cinthia.

 

Essa, responsável pelo “pipoco” de notas e desmentidos na manhã de hoje, mostrou que incomoda muita gente.

 

Afinal, com a cadeira e a caneta, é hoje  -  como bem me disse o vereador Filipão outro dia - a candidata mais forte a se eleger para o Paço ano que vem.

 

Sem desmerecer a força de Amastha (que não é candidato e aposta em Andrino), do deputado Professor Júnior Geo -  que tem o carisma e a aura do novo – ou de onde descarregará seus votos o deputado federal Eli Borges.

 

O jogo em Palmas mostra-se bruto logo na saída.

 

No mais Cinthia fez o que tinha que fazer: a rainha está no jogo. Podem começar suas apostas.